-->


 

Economia - 27/12/2018 - 18:50:21

 

Dólar cai e bolsa fica estável no final de 2018

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (27) vendido a R$ 3,894, com baixa de 0,7%

O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (27) vendido a R$ 3,894, com baixa de 0,7%


Num dia de tensões no mercado financeiro internacional, a moeda norte-americana caiu e a bolsa de valores fechou estável. O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (27) vendido a R$ 3,894, com baixa de 0,7%. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou o dia com pequena valorização de 0,07%, aos 85.194 pontos.

Os mercados no Brasil foram influenciados pelas turbulências nos Estados Unidos. A divulgação de que o índice de confiança do consumidor norte-americano atingiu, em novembro, o menor nível em quatro meses provocou a queda dos principais índices das bolsas de valores dos Estados Unidos. Ontem (26), as ações das empresas norte-americanas tinham registrado fortes ganhos depois de despencarem na véspera de Natal.

O dia teve poucos negócios no mercado financeiro brasileiro, por causa da proximidade do feriado de fim de ano. Hoje, o Banco Central vendeu US$ 1 bilhão de dólares das reservas internacionais com o compromisso de recomprar o dinheiro mais tarde. A autoridade monetária também anunciou que vai rolar (renovar) integralmente os contratos de swap cambial (venda de dólares no mercado futuro) em janeiro. Essas intervenções têm como objetivo segurar a alta da moeda norte-americana.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Sete em cada 10 brasileiros acreditam que mudanças climáticas são um problema tão sério quanto a Covid-19, mostra Ipsos


Íntegra do depoimento de Sérgio Moro na Polícia Federal


Com Cartão Merenda Escolar, São Bernardo vai oferecer auxílio-alimentação a 82 mil alunos


Autônomo pode baixar aplicativo a partir de hoje para renda de R$ 600


Código-fonte de verificador de assinaturas digitais está disponível para download diretamente no site do ITI


Especialista do mercado financeiro explica porque o coronavírus derrubou as bolsas de valores no Brasil